sexta-feira, 12 de março de 2010

Sobrevivência

Devorar-te vou.
Deglutir,
Saborear toda a tua deliciosa almaessência.
Alimentar-me,
Energizar-me,
E assim, garantir minha sobrevivência.

José Rosa (ZeRo S/A)

5 comentários:

Sergio disse...

José o poema de hoje ficou ótimo mas eu gosto do da Overdose.

abraços sergio

Ozana disse...

Seus poemas sempre maravilhosos.

Beijos

J. disse...

Jeito bom de sobreviver, hein? =)
Beijos.

J.F. de Souza disse...

Animal, o poema! :P

1[]!

Daiany Cristina disse...

Ui!