quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Involuntário (Setembro/2011)

Se o coração é um músculo involuntário,
Então, tratá-lo-ei bem,
Esperando reciprocidade.
Que ele escolha pulsar,
Somente por quem valha a pena amar.

José Rosa (ZeRo S/A)

4 comentários:

ozana disse...

Adorei.

ADRIANA PAVÃO WADA disse...

Lindo! Que pena que é impossível agradar "esse mpusculo"...Involuntária é a vontade que ele tem de nos surpreender e trapacear...

Felipe Pereira disse...

Gostei muito do poema, mostra que se não temos controle nem de nosso próprio coração, como poderíamos decidir pelo dos outros???

Lys Fernanda disse...

Muito bom, gostei!
Visite-me, se assim quiser. Até mais, estou te seguindo.


www.lysfernanda.blogspot.com