terça-feira, 20 de novembro de 2007

(Im)Possibilidades

Se eu
Posso,
Eu
Não quero.
Se eu
Quero,
Eu
Não posso.
Se nada
Muda,
Tudo sempre
Será assim:
Eu nada
Faço,
Eu nada
Tenho.

José Rosa (ZeRo S/A)

2 comentários:

Sandra Regina de Souza disse...

Triste. bj

Roy Andrade disse...

Gostei muito...curto, poucas palavras...mas como diz Augusto de Campos : " Desaparecer...criar sem crer...quanto mais poeta menos dizer ".