terça-feira, 1 de março de 2011

Efemeridade (Março/2011)

Palavras escritas na areia da praia,
Água do mar que as dissolve,
Vento que as dispersa.

Palavras suas de bem-querer e desejos,
Indiferença que as contradiz,
Egoísmo que as pulveriza.

Triste efemeridade.

José Rosa (ZeRo S/A)

3 comentários:

Ramon Alcântara disse...

Areias que o vento leva pelo mundo, palavras que se misturam no ar e voltam invertidas em sua razão...

J.F. de Souza disse...

palavras, palavras...
tatuadas à caneta num papel,
ainda assim,
serão meras efemérides.
num belo dia, terão menos valor
que outrora.
outrora, não era somente eu
a valorizar aquela tatuagem,
aquelas palavras.
virarão história,
memória,
vaga lembrança.
até que eu decida jogar a folha
fora.

Haircuts for Round faces disse...

NIce like the ryms.