segunda-feira, 16 de junho de 2008

Sutileza

Na sua
Burra vergonha
Nua
Sob a luz
Da lua
Descobre-se
Que a beleza sutil
Voa
Não à toa,
Mas porque soa
Como uma melodia
Boa

José Rosa (ZeRo S/A)