quarta-feira, 9 de julho de 2008

Portas

O que me importa
Bater na sua porta
E você abri-la para eu entrar
E então, abrir para mim os seus braços
Para nos misturarmos
Caleidoscópio, várias nuances de nós
Abrir para mim a sua boca
Para nossa sede de nós saciarmos
E a mesma língua falarmos
Abrir para mim suas pernas
Para no seu gozo, no meu gozo, no nosso gozo
Completos ficarmos
Abrir para mim o seu coração
Para batermos no mesmo compasso
E assim as nossas almas no mesmo passo
E depois
Para mim nada mais importa
Do lado de fora de sua porta

José Rosa (ZeRo S/A)

4 comentários:

Iúna disse...

nao perco uma publicação sua, recebo direto no meu mail. Obrigada, é um presente frequente em minha caixa postal.

Lidiane disse...

Hummmmm... o moço lindo está apaixonado.
risos

Beijo, viu, professor?
;)

Sandra Regina de Souza disse...

Nossa!!! Amei isso! Realmente: o que importa do lado de for da porta?!!!!
Lindo... meus beijos (no lado de dentro de vc...rs)

Iúna disse...

foi fácil, o Moacir Caetano é a chave da questão, foi ele quem me apresentou a vc, à Lomyne e todas estas outras pessoas maravilhosas. Já até participamos todos de um amigo oculto virtual, bons tempos aqueles.