sexta-feira, 15 de julho de 2011

Bem-Aventurados (Junho/1990)

Eu gostaria de ser fútil.
Felicidade igual a futilidade.
Não saber nada,
Parecer ser tudo,
Palavras vulgares,
Conduta banal.
Tudo muito essencial...
“Bem-aventurados os pobres de espírito (fúteis),
Pois deles é o reino da Terra."
"Bem-aventurados os pacificados (tolos),
Pois deles é o resto do reino da Terra."

José Rosa (ZeRo S/A)

4 comentários:

Lidiane disse...

Bem aventurados os risos do espírito, porque é deles o reino da despreocupação.
Beijo.

Matheus Gobetti disse...

Opa fmz? Tava passando por blog e me deparei com o seu!
Curti muito seu estilo, suas palavras, seus posts!
Parabéns parceiro!
Abraços

Ps.: Vou te seguir aqui!
Meu blog é matheusgobetti.blogspot.com

Guilherme Navarro disse...

Também gostei bastante, sua escrita é primorosa e tem uma sensibilidade e tanta!

Ricardo Sant'Ana disse...

Parabéns,você é um ótimo poeta,escreva um livro!