quinta-feira, 28 de julho de 2011

História(QueParece)Sem Fim(Feliz) - Julho/2011

E tudo começou assim:
Para esquecer a paixão por aquela,
Apaixonei-me por essa,
Cuja tristeza que deixou no meu coração
Foi tratatada com o bálsamo dos carinhos desta.
Mais uma vez vi-me iludido e sozinho.
Fulana chegou,
E como um forte vento,
Levou todas as más lembranças de amores passados.
Porém, foi tão breve,
E deixou novas chagas em meu peito,
Que foram curadas pelo calor de sicrana,
Mas, como sempre, veio o frio da indiferença,
Só novamente.
Beltrana chegou com um enorme sorriso,
Encantou-me...encanto fugaz.
E assim se segue esta história...infelizmente.

José Rosa (ZeRo S/A)

4 comentários:

Sofia disse...

e o que aconteceu depois? :)

Lilian Pool disse...

muito legal esse trocadilho, deu uma musicalidade diferente ao poema,e quanto ao amor... é só cutir cada um no momento que se apresentam, vai lá ser feliz...
Bjsss poeticos, se me visitar deixa um cheiro da tua passagem...

Wandy Cassoma disse...

História engraçada, mas a vida é assim e parece que estas história só teminam com a morte de alguém, e outras vezes poque depois da tal morte volta-se a repetir.
É como tudo..............complicado

Amanhecer disse...

É isso aí. Mas a essa incessante busca deve aportar na estação da FELICIDADE. Bom texto!